O ano era 1995, e um menino de 18 anos tinha um sonho: Montar uma empresa de produção cultural. Na época, para abrir empresa era necessário ter 21 anos, e por isso, precisou ir até seus pais e pedir para ser emancipado. Assim começou a trajetória desse jovem empreendedor, Marcelo Paes de Carvalho, e assim começou a trajetória da InCartaz.

Aprender com os erros e aprender na marra foi sempre o maior desafio, ainda mais para alguém que começou a empresa sem ter nenhum capital de giro (e para dizer a verdade, sem nem saber o que era isso). Muitas foram as vezes que essa inexperiência cobrou o seu preço. Mas ele não desistia, indo contra todas as previsões."Por diversas vezes, eu sentia que a InCartaz só existia na minha cabeça, pois quando eu via as contas chegando e os extratos bancários, batia um desespero. Eu sei, isso não é provavelmente o que se esperava ao ler um texto dentro do site de uma empresa falando dela mesmo, mas é a mais pura verdade", diverte-se o já não tão jovem nem tão inexperiente empreendedor cultural.

Os momentos mais marcantes

"Eu sempre acho que o momento mais marcante ainda está por vir. Mas foram muitos momentos interessantes, como trabalhar na produção estrangeira da série Football Made In Brasil (Bélgica), na Copa do Mundo ou nas Olimpíadas, além de projetos nossos como o documentário sobre o incêndio no circo ou o piloto da série Vida Bandida. Mas como disse, a gente sempre acha que o que vai ser mais marcante é o próximo projeto..."

O Instituto InCartaz

Em 2008 foi fundado o Instituto InCartaz de Cultura, Educação e Inclusão Social. A idéia foi criar uma entidade sem fins lucrativos para os diversos projetos sociais que já nos envolvíamos. Desde então, diversos projetos foram  executados, principalmente na área de formação em produção audiovisual, em parceria com importantes instituições. Desde 2010 essas ações receberam um novo nome, que desde então se fortalece no mercado: O Programa FilmInBrasil, que leva oficinas, workshops e cursos de longa duração de formação em audiovisual para diversos cantos do país.

O futuro

Apesar do momento de instabilidade política e econônica que vivemos no Brasil, com vários projetos paralisados, cancelados ou adiados, somos, por natureza, otimistas. Mais do que isso, acreditamos no nosso papel a ser executado pelo futuro do nosso país. Portanto, momentos de crise não são para abaixarmos a guarda, pelo contrário, devemos mais do que nunca, arregaçar as mangas. Portanto, por mais que o futuro seja sempre incerto (e no Brasil, ao que parece, mais ainda), uma coisa é certa: Será um tempo de muito trabalho.

Que venham mais 22 anos!

back to top
Nino
O filme Nino, cuja produção aconteceu depois do sucesso de uma campanha de crowdfunding, foi filmado no sertão da Paraíba e agora encontra-se em fase de pós-produção.
Respeito a diversidade
A InCartaz tem como valores o respeito às diversas culturas, como pode ser retratado nessa foto, feita durante trabalho na Aldeia Nhandeva, em Parati (RJ). Foto: Davy Alexandrisky
Visão de mundo
O mundo nos ensina tantas coisas, basta abrir os olhos e enxergar. Viajar é preciso!
Formação em audiovisual
A InCartaz trabalha intensamente em ações de formação em audiovisual, em diversos estados do Brasil. Foto da turma 2016 do curso FilmInBrasil, no Rio de Janeiro